Bed & Breakfast – Garden Rooftop by Imperium

Intervenção no âmbito do design de interiores e das artes plásticas

 

Projecto de decoração de interiores idealizado e concebido para o “Garden Rooftop by Imperium”. Esta excelente e novíssima unidade de alojamento local tem a particularidade de se encontrar encostada à muralha do Castelo de São Jorge, com vistas deslumbrantes sobre a cidade de Lisboa. Acompanhando o declive da Costa do Castelo, o edificio é composto por dez suites, distribuídas por dois pisos no edifício principal e por dois anexos, uma zona de recepção com lounge, duas zonas de refeições e uma sala mais intimista, com um canto de leitura, pensados e preparados para proporcionar uma estadia confortável e familiar aos seus hóspedes. Encimando tudo isto, encontramos dois terraços (autênticos miradouros exclusivos) nos quais os hóspedes podem, para além do panorama, desfrutar da piscina, do solário, enquanto tomam uma bebida ou saboreiam uma refeição.

 

A Coromotto Interior Design interveio na decoração dos seus interiores, com uma área aproximada de 330 m², tendo procurado conjugar dois polos contrastantes, integrando, para este efeito, a natureza numa realidade cosmopolita. Para tal, foram escolhidas cores fortes, nomeadamente o azul, amarelo e verde, associadas a uma natureza mais vívida assim como a uma vida citadina que é, por si, mais agitada. Porém, apostou também em cores mais pastel, como é exemplo o verde e o cáqui, que nos remetem não só para a própria flora, como também para a tranquilidade da vida rural. Nas quatro suites inseridas nos anexos do edifício, onde a vertente “rústica” é mais acentuada, os quartos foram valorizados com pinturas a fresco pelas artistas, Bárbara Sousa e Guareta Coromoto, elementos integrantes da equipa Coromotto. Com isto e para compensar o facto de serem suites mais pequenas, a equipa recorreu a obras repletas de dinâmica, conseguida pelo movimento e cores existentes nas pinturas, tal como pelas madeiras artesanalmente cuidadas e trabalhadas.

 

O cliente em questão, ambicionava um espaço acolhedor e familiar mas refinado, com a preocupação de oferecer um canto, em Lisboa, distinto dos demais existentes. Também por ser “Garden Rooftop”, procurava um conceito decorativo que explorasse ao máximo as raras características de um edificio estrurado em cascata sobre a cidade. Foram postos em primeiro plano os interesses e prespectivas do cliente e da actividade a desenvolver no local. Muita madeira, muitos verdes, muita cor, são alguns dos “ingredientes” utilizados para criar um espaço muito à medida do cliente e daqueles que lá ficarem hospedados.

 

O “jardim” – tão inesperado pelo visitante como carregado de magia – é o elemento chave, esculpido com o intuito de ser abraçado por uma grande urbe, tão cheia de vida, como a cidade de Lisboa.